Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2794
Tipo do documento: Dissertação
Título: Diversidade, composição e biomassa de plantas vasculares em plantios de Acacia Mangium Will. numa área de contato savana/floresta no norte da Amazônia
Autor: Araújo, Magno Daniel de Oliveira Gonçalves 
Primeiro orientador: Nascimento, Henrique Eduardo Mendonça
Primeiro coorientador: Toledo, José Júlio de
Resumo: As plantações florestais de espécies não-nativas representavam cerca de 7% da cobertura florestal em 2005 e é esperado que no futuro tais sistemas florestais alcancem 20% no Brasil. Portanto, este estudo teve como objetivo avaliar o efeito dos plantios homogêneos de Acacia mangium Willd. estabelecidos em áreas ocupadas originalmente por savanas (lavrados) sobre o estabelecimento de plantas vasculares nativas, com a análise de três atributos da estrutura de comunidades – diversidade, composição e biomassa. Todas as plantas com diâmetro de base ≥ 1 cm foram medidas em 28 parcelas de 0,05 ha, sendo 11 parcelas alocadas em áreas naturais de lavrado e 17 em plantios de A. mangium. Nestas parcelas, 1.180 indivíduos, pertencentes à 68 espécies de plantas, foram amostrados. A diversidade florística foi maior nos plantios do que em áreas de lavrado, embora o número de indivíduos amostrados nos plantios foi menor para a classe de tamanho 1-4,9 cm de diâmetro da base e para todo o banco de dados. Houve diferenciação florística entre os plantios e lavrado, com espécies de origem florestal apresentando alta densidade e espécies de lavrado menor densidade em áreas de plantios. Além disso, enquanto houve maior similaridade florística entre as parcelas de lavrado, as parcelas sob plantios de A. mangium apresentaram menor similaridade florística indicando uma vegetação mais heterogênea. A biomassa de plantas vasculares nos plantios de A. mangium foi, na média, cerca de um quinto daquela encontrada em áreas naturais de lavrado, com 2,2 ± 0,9 Mg/ha e 12,2 ± 3,6 Mg/ha, respectivamente. No entanto, em áreas de lavrado 92,6% da biomassa total neste ambiente está alocada em apenas duas espécies - Curatella americana com 81% e Byrsonima crassifolia com 11,6%, ao passo que nos plantios de A. mangium, as duas espécies que perfizeram a maior proporção da biomassa, Posoqueria latifolia e B. crassifolia, compreenderam 43% da biomassa total neste ambiente. Nos plantios de A. mangium, as espécies classificadas como espécies de origem florestal e espécies típicas de lavrado representaram 72,8% e 27,2% da biomassa total, respectivamente. A partição da biomassa foi equivalente entre as espécies de origem florestal não-pioneira e pioneira nos plantios de A. mangium, com estimativa da biomassa de 0,72 Mg/ha e 0,86 Mg/ha, respectivamente. Os resultados desse estudo mostram que os plantios de A. mangium causaram modificações ambientais nas áreas de lavrado, resultando alta diversidade local e regional de plantas e favorecendo a colonização de algumas espécies alóctones florestais.
Abstract: Forest plantations of non-native species accounted for about 7% of the forest cover of the land surface in 2005 and it is expected that in the future such forest systems will reach 20%. Therefore, this study aimed to evaluate the effect of pure plantations of Acacia mangium Willd. established in areas originally occupied by savanna (locally termed ‘lavrado’) on the establishment success of vascular plants, by analyzing three attributes of the community structure - diversity, composition, and biomass. All plants with a base diameter ≥ 1 cm were measured in 28 0.05-ha plots, with 11 plots allocated in natural areas of lavrado and 17 plots in A. mangium plantations. A total of 1,180 individuals belonging to 68 species of plants were sampled in these plots. Species diversity was higher in A. mangium plantation than in the natural areas of lavrado, even although the number of individuals sampled in A. mangium plantation plots was smaller for both 1- 4.9cm size class and all dataset. There was floristic differentiation between A. mangium plantation and lavrado, with high density of forest species and low density of lavrado species in A. mangium plantation. Moreover, while lavrado plots presented high floristic similarity among them, but plots under A. mangium plantation were far less similar, indicating a more heterogeneous vegetation in this habitat. The biomass of vascular plants in A. mangium plantation was, on average, about one fifth of that found in natural lavrado sites, but in lavrado 92.6% of the total biomass was allocated in only two species – Curatella americana and Byrsonima crassifolia, whereas in A. mangium plantation the two species that represented the highest proportion of biomass, Posoqueria latifolia and Byrsonima crassifolia, comprised 43% of the total biomass. In A. mangium plantation, species classified as forest species and typical lavrado species accounted for 72.8% and 27.2% of total biomass, respectively. Biomass partition between non-pioneer and pioneer forest species was fairly similar, with an estimate of 0.72 Mg/ha and 0.86 Mg/ha, respectively. The results of this study show that A. mangium plantation implicated in environmental changes, resulting in high local and regional diversity of plants and favoring the colonization of some alien forest species.
Palavras-chave: Acacia Mangium
Restauração ecológica
Composição florística
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Ciências de Florestas Tropicais
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2794
Data de defesa: 1-Fev-2017
Aparece nas coleções:Mestrado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Magno_Daniel.pdf1,04 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.