Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2800
Tipo do documento: Dissertação
Título: Evolução do desmatamento em áreas protegidas sob influência da rodovia BR-319, na região de Vila Realidade, Humaitá, Amazonas
Autor: Santos, Marcelo Geison dos
Primeiro orientador: Graça, Paulo Maurício Lima de Alencastro
Resumo: O desmatamento na Amazônia é causado por diversas atividades, algumas de maior e outras de menor impacto. Dentre essas atividades estão a agricultura, pecuária e urbanização, dentre estas as obras de infraestruturas. A relação entre as rodovias oficiais e o desmatamento é alta e estudos indicam que a reabertura da rodovia BR-319 que liga Porto Velho a Manaus prevê impactos irreversíveis, sendo que o desmatamento em áreas protegidas, causado pelo processo de ocupação da rodovia é o que se procura quantificar nesse estudo, assim como analisar a dinâmica de ocupação na área a ser estudada. Deste modo, o objetivo deste trabalho foi analisar a evolução do desmatamento dentro e fora das áreas protegidas causado pelo processo de ocupação da rodovia BR-319, na vila Realidade e áreas adjacentes, nos períodos anterior e posterior ao anúncio da reconstrução da rodovia (2006). A área de estudo é formada por um polígono cujo segmento central é um trecho da BR-319 com 100 km de comprimento, partindo do entroncamento com a BR-230 em direção a Manaus, abrangendo a vila Realidade e fazendo interseção com a Floresta Nacional de Balata-Tufari e a Floresta Estadual Tapauá. O desmatamento na área de estudo foi calculado a partir da utilização dos dados do PRODES até o ano de 2016, sendo realizadas análises para o período anterior ao ano de 2006 e para o período posterior (2006 a 2016), no intuito de verificar a evolução do desmatamento e o efeito do anúncio da reconstrução da rodovia. Para analisar o efeito inibitório das áreas protegidas, foi criada uma faixa de 10 km ao entorno (buffer) dos limites das áreas protegidas, tanto na parte interna como na parte externa de cada área protegida. Como resultado das análises, foi identificado que o desmatamento acumulado na área de estudo não aumentou significativamente no ano do anúncio da reconstrução da BR-319. No entanto, a partir do ano de 2014, que foi o ano da liberação do licenciamento ambiental para o início das obras de manutenção/conservação da rodovia houve um incremento de 2.212 hectares num intervalo de apenas 3 (três) anos, representando 43% de todo o desmatamento calculado entre os anos de 2001 a 2016. A maior concentração de polígonos de desmatamento acumulado foi identificada na localidade de Vila Realidade e seu entorno. A análise espacial demonstrou que 88,7% do desmatamento acumulado até o ano de 2016 ocorreu em uma faixa de distância de até 5,5 km das rodovias oficiais (BR-319 e BR-230) e/ou de até 1,0 km de rios navegáveis, dos quais 68,9% estão relacionados a desmatamentos na área de influência da rodovia BR-319. O desmatamento fora das unidades foi superior ao desmatamento detectado dentro das unidades, considerando faixas interna e externa de 10 km no limite das áreas protegidas. Para a FLONA Balata-Tufari os valores das taxas de desmatamento variaram de 27,7 a 31,1 vezes maior fora da unidade de conservação do que no seu interior e para a FES Tapauá a variação nas taxas de desmatamento foi de 11,4 a 12 vezes maior fora da unidade de conservação do que no seu interior. A análise espacial demonstrou que os polígonos de desmatamento encontrados na faixa interna ocorreram em sua maioria às margens do rio Ipixuna, enquanto que na faixa externa a maior ocorrência de desmatamento se deu nas proximidades das rodovias BR-319 e BR-230. Quanto à análise da dinâmica de uso e ocupação do solo nos desflorestamentos quantificados na área de estudo, realizada a partir dos dados do programa TerraClass 2014, os resultados mostraram que 48% das áreas estão classificadas como Vegetação Secundária e 32,1% estão classificadas como pastagem. As estradas se mostram uma indutora do desmatamento, podendo ser uma grande ameaça à biodiversidade desta região e as áreas protegidas exercem papel relevante como estratégia de conservação.
Abstract: Deforestation in the Amazon is caused by several activities, each with different degrees of impact. Among these activities are agriculture, cattle raising and urbanization. There is a strong correlation between the existence of official highways and deforestation and studies indicate that the reopening of the BR-319 highway linking Porto Velho and Manaus provides for irreversible impacts deforestation in protected areas caused by the occupation led by the highway is what this study is intended to quantify, as well as to analyze the occupation dynamics in the study area. This way the objective of this work was to analyze the evolution deforestation inside and outside protected areas motivated by the BR-319 occupation process in the Vila Realidade and adjacent areas, during periods before and after the announcement of rebuild the highway (2006). The study area is formed by a polygon whose central segment is a 100 km length stretch of the BR-319, starting from the junction with the BR-230 heading to Manaus, encompassing Vila Realidade and intersecting Balata-Tufari National Forest and Tapauá State Forest. Deforestation in the study area was calculated using PRODES data up to 2016; analyzes were performed encompassing a period preceeding the BR-319 rebuild announcement (2006) and a posterior period from 2006 to 2016, aiming to verify the evolution deforestation and the effect rebuild announcement on the area. To analyze protected areas inhibitory effect, a buffer ranging 10 km from the protected areas limits to the inside and the outside was stablished. As a result from the analyzes there was no significant increase in the acumulated deforestation in the year of the BR-319 rebuild announcement. However, starting in 2014, which was the year of the enviromental licensing emission for the maintenance/conservation of the highway, there was an increase of 2,212 hectares in 3 (three) year period, which means 43% of the deforestation occurred between 2001 and 2016. Accumulated deforestation polygons were mainly concentrated in and around Realidade. Spatial analysis exhibited that 88.7% of the accumulated deforestation until 2016 occured in a range of 5.5 km from official highways (BR-319 and BR-230) and/or 1.0 km from navigable rivers, 68.9% of which are related to deforestation in the BR-319 highway influence area. The deforestation outside the protected areas was higher than inside, this considering two 10 km buffers inside and outside their limits. In the Balata-Tufari National Forest the deforestation index ranged from 27.7 to 31.1 times more deforestation outside the protected area than in it's interior, in the Tapauá State Forest the deforestation index ranged from 11,4 to 12 times bigger outside the State Forest than in its interior. The spatial analysis demonstrated that the deforestation polygons found in the inner buffer ocurred by the Ipixuna river margins, while in the outter buffer the deforestation accumulated by the margins of BR-319 e BR-230 highways. Regarding the analysis of the land use and occupation dynamics in the study area, performed through TerraClass 2014 program data, the results showed that 48% of the areas are classified as Secondary Vegetation and 32.1% are classified as pasture. The roads are an inducer of deforestation and can be a great threat to the biodiversity of this region and protected areas play a relevant role as a conservation strategy.
Palavras-chave: Desmatamento
Áreas protegidas
Unidades de conservação
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Gestão de Áreas Protegidas da Amazônia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2800
Data de defesa: 20-Jul-2018
Aparece nas coleções:Mestrado - GAP

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MPGAP - Dissertação - Marcelo Geison dos Santos - versão final.pdf2,64 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.