Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2819
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorAmancio, Andrea Barroso-
dc.contributor.advisor1Oliveira, Luiz Antonio de-
dc.date.accessioned2019-05-06T15:37:36Z-
dc.date.issued2004-
dc.identifier.urihttps://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2819-
dc.description.resumoO plantio de espécies florestais em projetos de recuperação de áreas degradadas pode amenizar o impacto ambiental negativo decorrente dos desmatamentos e auxiliar no restabelecimento do equilíbrio desses ecossistemas. No entanto, para a produção de mudas sadias e robustas, deve ser considerado o conhecimento das exigências nutricionais das espécies. A presente pesquisa objetivou avaliar o efeito da adubação fosfatada e, com e sem a inoculação com bactérias solubilizadoras de fosfato (BSF) no desenvolvimento de mudas de Acariquara (Mínquartía guíanensís Aubl.) e Copaíba (Copaífera muftijuga Hayne), duas espécies de importância econômica da Amazônia. O experimento foi conduzido em casa de vegetação localizada no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), em Manaus, AM. Foram feitas adubações químicas do solo usando como fonte de fósforo o superfosfato triplo (nas doses de 25 e 50 kg de P20s ha-1) e fosfato de rocha (50 kg de P20s ha-1). Usou-se em alguns tratamentos, uma adubação complementar com Ca, Mg, K e N, todos com a presença e ausência de BSF. A cada trinta dias foram medidos o diâmetro do colo, altura e número de folhas da plantas. Ao término do experimento foram determinados o incremento da altura, diâmetro e número de folhas das mudas e verificado se havia presença ou não de micorrizas arbusculares. As mudas de Acariquara e Copaíba não apresentaram resposta positiva à adubação fosfatada e com Ca, Mg, K e N, durante o período de avaliação dos experimentos (240 dias para a Acariquara e 360 dias para a Copaiba). A inoculação com as bactérias solubilizadoras de fosfato INPA P304, INPA P317, INPA P348, INPA P384, não resultou em um maior incremento em altura e diâmetro e produção de matéria seca durante todo o período de experimento. As plantas das duas espécies apresentaram alto índice de mortalidade para os tratamentos que utilizaram adubação complementar com Ca, Mg, K e N. As raízes das mudas das duas espécies não apresentaram colonização por fungos micorrízicos arbusculares. Sugere-se que a baixa taxa de crescimento das duas espécies seja a principal característica responsável pela falta de resposta aos tratamentos.por
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2019-05-06T15:37:36Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2004eng
dc.languageporpor
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazôniapor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsINPApor
dc.publisher.programCiências de Florestas Tropicais (CFT)por
dc.subjectÁrvores -- Mudaspor
dc.subjectBactérias solubilizadoras de fosfatopor
dc.subjectFósforopor
dc.subjectMicorrizaspor
dc.titleCrescimento de mudas de acariquara (Minquartia guianensis Aubl.) e copaíba (Copaifera multijuga Hayne) sob diferentes níveis de adubação e inoculação com bactérias solubilizadoras de fosfatopor
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Mestrado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
andrea barroso amancio.pdf8,42 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.