Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2829
Tipo do documento: Tese
Título: Uso de enzimas digestivas exógenas na alimentação de juvenis de pirarucu, Arapaima gigas (Cuvier, 1829)
Autor: Cavero, Bruno Adan Sagratzki
Primeiro orientador: Pereira Filho, Manoel
Resumo: Os objetivos deste trabalho foram verificar a resposta enzimática a introdução de alimento seco, testar a eficiência do alimento vivo como dieta inicial no treinamento alimentar e o efeito da adição das enzimas digestivas exógenas amilase, lipase e protease na ração sobre o desempenho de juvenis de pirarucu, Arapaima gigas. O trabalho foi realizado em três fases. Na primeira fase foram realizados o treinamento alimentar e o perfil enzimático dos peixes. Foram usados dois tratamentos, Artemia sp. e mistura de zooplâncton nativo. O ganho de peso, a porcentagem de comedores e a sobrevivência não apresentaram diferença estatística significativa entre os tratamentos (p0,05). A atividade enzimática lipolítica e proteolítica dos juvenis de pirarucu, apresentaram gradiente positivo durante o treinamento alimentar. Na segunda fase forarn testados três níveis de inclusão das enzimas amilase, lipase e protease, sendo cada uma em três níveis distintos, além do controle: 0, 0, 1; 0,2 e 0,4%, seguindo um delineamento inteiramente casualizado. Na terceira fase foi testada a combinação dos melhores níveis de inclusão enzimática da primeira fase (lipase 0, 1 % e protease 0, 1%). Este experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado com esquema fatorial de 2x2. Na terceira fase o efeito da adição de protease e lipase na ração no desempenho dos peixes foi estatisticamente significativo (p0,05) com relação ao controle. Na segunda fase foi verificada a mesma tendência, entretanto as interações dos tratamentos não apresentaram nenhuma vantagem sobre a inclusão de lipase e protease isoladamente. A introdução de ração durante o treinamento alimentar influencia na atividade enzimática digestiva de juvenis de pirarucu. A dieta inicial a base de alimento vivo e eficiente no treinamento alimentar de juvenis de pirarucu. As enzimas digestivas exogenase, lipase e protease, quando adicionadas a ração, possuem efeito positivo no desempenho zootécnico de juvenis de pirarucu.
Palavras-chave: Enzimas
Pirarucu -- Alimentação e rações
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Agricultura no Trópico Úmido (ATU)
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2829
Data de defesa: 2004
Aparece nas coleções:Doutorado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Bruno Adan Sagratzki.pdf5,71 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.