Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2863
Tipo do documento: Dissertação
Título: Nível do lençol freático é um melhor preditor que nutrientes para assembleias de plantas vasculares em uma floresta de terra firme na amazônia
Autor: Bôlla, Daniela Aparecida Savariz 
Primeiro orientador: Bacarro, Fabricio Beggiato
Segundo orientador: Dambros, Cristian
Primeiro coorientador: Dambros, Cristian
Resumo: Muitas espécies podem co-ocorrer ao longo do mesmo gradiente, mas a associação espécie-habitat pode ser mais ou menos forte de acordo com o efeito que o gradiente exerce no desempenho das espécies. Essa associação comumente leva à especialização ecológica que, em plantas, envolve fatores abióticos como nutrientes e água. Nesse trabalho nós investigamos como os gradientes hídrico (Altura acima da drenagem mais próxima - HAND) e fertilidade (teor de fósforo e soma de bases K +, Ca2+e Mg2+) restringem a distribuição de espécies de seis formas de vida de comunidades vegetais em uma floresta tropical na Amazônia Central. Nossa hipótese é que as formas de vida de maior biomassa devem ser menos especializadas com base na profundidade e extensão da raiz e que os nutrientes restringem mais as espécies do que a água, uma vez que nutrientes são mais limitantes que a disponibilidade de água. Estimamos a especialização de cada espécie comparando os valores observados de ocorrência ao longo dos gradientes, com distribuição esperada pelo modelo nulo. Para comparação entre gradientes e formas de vida, calculamos o efeito padronizado (SES – Standard Effect Size) de cada espécie para cada gradiente. Usamos o SES como variável dependente em dois GLMMs. No primeiro comparamos os valores de SES para cada gradiente (variável dependente) entre as formas de vida (variável independente). No segundo GLMM comparamos os valores de SES de cada forma de vida (variável dependente) entre os 3 gradientes (variáveis independentes). Nos dois modelos a família foi declarada como variável randômica para controlar o número de espécies entre formas de vida A água restringiu mais as espécies de plantas - principalmente samambaias - do que a fertilidade. O gradiente de fósforo restringiu mais as espécies do que as bases, mas ambos restringiram mais as lianas e as palmeiras, comparado com outras formas de vida. Embora os nutrientes sempre tenham sido considerados o maior determinante para a distribuição de espécies de plantas na Amazônia, o HAND pode ser mais importante em meso escala. Além disso, as formas de vida podem responder de forma diferente dependendo da escala dos gradientes edáficos analisados, não necessariamente seguindo o padrão baseado na profundidade das raizes.
Abstract: Many species can co-occur in the same habitat, but species-habitat association can be tighter or looser depending on the gradient effect on the species performance. This association commonly leads to ecological specialization that, in plants, involves abiotic factors such as nutrients and water availability. Here we investigated how hydric (Height above the nearest drainage - HAND) and fertility (phosphorus content and the sum of K+, Ca2+ and Mg2+) gradients constrain the distribution of species from six life forms of plant communities in a tropical forest in the Central Amazon. We hypothesized greater biomass life forms would be less specialized based on root depth and span and that nutrients would constrain species more than water since the soils are poor. We estimated the specialization by comparing the observed values of occurrence along the gradients, with distribution expected by the null model for each species. To compare gradients and life forms, we calculated the standard effect (SES) of each species for each gradient. We used SES as the dependent variable in two GLMMs. In the first, we compared the SES values for each gradient (dependent variable) between life forms (independent variable). In the second GLMM we compared the SES values of each life form (dependent variable) among the 3 gradients (independent variables). In both models the family was declared as a random variable to control the number of species among life forms. Water constrained species more – mainly ferns – than fertility. The phosphorus gradient constrained more species than bases, but both constrained lianas and palms the most. Although nutrients have always been considered the greatest determinant to plant species distribution in the Amazon forests, HAND may have the same or even more important at mesoscale. Also, life forms may respond differently depending on the scales of the edaphic gradients analyzed, not necessarily following the pattern based on root depth.
Palavras-chave: fertilidade do solo
Distância da drenagem
Fósforo
Soma de bases
Especialização Ecológica
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Ecologia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2863
Data de defesa: 26-Abr-2019
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_Daniela_Bolla2.pdf1,04 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.