Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2910
Tipo do documento: Tese
Título: Ecophysiology and growth of Bertholletia excelsa Bonpl. in response to thinning, liming and phosphorus addition
Autor: Costa, Karen Cristina Pires da
Primeiro orientador: Gonçalves, José Francisco de Carvalho
Resumo: Bertholletia excelsa é uma espécie de elevado potencial para a produção de madeira e, embora seja amplamente plantada na Amazônia, informações sobre práticas de manejo dessa espécie em condição de plantio são escassas. O entendimento dos efeitos do desbaste, calagem e fertilização fosfatada sobre a ecofisiologia e o crescimento de espécies nativas é fundamental para definição de estratégias de manejo. Assim, o objetivo desta pesquisa foi investigar como o desbaste, a calagem e a fertilização fosfatada, bem como a combinação entre esses tratamentos em períodos de baixa e alta precipitação influenciam a ecofisiologia e o crescimento de B. excelsa. O estudo foi realizado em plantio, localizado na área da Empresa Agropecuária Fazenda Aruanã, Itacoatiara, AM. O plantio foi submetido simultaneamente a dois níveis de desbaste (retirada de 0 e 50% da área basal do povoamento), calagem (aplicação de 0 e 2,0 Mg ha-1 de calcário dolomítico) e fertilização fosfatada (aplicação de 0 e 150 kg ha-1 de fosfato super triplo). O delineamento experimental foi em blocos casualizados com seis tratamentos (1-Controle, 2-Calagem, 3-Desbaste, 4-Calagem + Fósforo, 5-Calagem + Desbaste e 6-Calagem + Fósforo + Desbaste) e oito repetições. Os tratamentos foram comparados quanto à disponibilidade de recursos, morfologia de folhas e raízes finas, estequiometria elementar na interface solo-planta, fotossíntese e eficiência no uso de recursos durante dois anos (2016-2018). O desbaste aumentou a disponibilidade de luz de 51 para 423 µmol m-2 s -1 . A calagem aumentou o pH do solo de 4,2 para 5,3 e a fertilização fosfatada aumentou o P no solo de 2,1 para 88,2 mg kg -1 . As árvores sob tratamento de desbaste apresentaram as maiores taxas de crescimento (9.0 mm ano -1 ) independente da aplicação da calagem ou da fertilização fosfatada. A luz foi o fator de sítio que exerceu maior efeito sobre a ecofisiologia e crescimento de B. excelsa, mas quando a disponibilidade de luz foi baixa o pH e a disponibilidade de P no solo exerceram os maiores efeitos sobre o crescimento. As maiores taxas de crescimento das árvores sob tratamento de desbaste foram influenciadas por mudanças na morfologia de folhas, concentrações de N e P, aumento das taxas fotossintéticas e eficiência no uso de luz, N e P. Ao passo que as maiores taxas de crescimento das árvores sob tratamento de calagem e fertilização fosfatada foram influenciadas por mudanças na morfologia de raízes finas, concentrações de Ca, Mg e P, aumento das taxas fotossintéticas e eficiência no uso de luz, N e P. As maiores taxas de crescimento foram observadas no período de maior precipitação, enquanto que as maiores taxas fotossintéticas foram observadas no período de menor precipitação. Desta forma, conclui-se que embora as condições edáficas (pH e disponibilidade de P) exerçam efeito sobre o crescimento de B. excelsa, a luz é o fator mais limitante, sendo indicada a realização do desbaste para aumentar a disponibilidade de luz e, consequentemente, o crescimento das plantações formadas por esta espécie.
Abstract: Bertholletia excelsa has a high potential for timber production, and although it is widely planted in the Amazon, information on management practices of this species in planting condition is scarce. Understanding of the effects of thinning, liming and phosphate fertilization on the ecophysiology and growth of native species is fundamental for the definition of management strategies. Thus, the objective of this research was to investigate how the thinning, liming and phosphate fertilization, as well as the combination between these treatments in the dry and rainy season influence the ecophysiology and growth of B. excelsa. The study was carried out in a planting, located in the area of the Agronomic Company Fazenda Aruanã, Itacoatiara, AM. The planting was submitted simultaneously to two levels of thinning (removal of 0 and 50% of the basal area of the stand), liming (application of 0 and 2.0 Mg ha-1 of dolomitic limestone) and phosphate fertilization (application of 0 and 150 kg ha-1 of super triple phosphate). The experimental design was in randomized blocks with six treatments (1- Control; 2-Liming; 3-Liming + Phosphorus; 4-Thinning; 5-Thinning + Liming; 6- Thinning + Liming + Phosphorus) and eight replications. The treatments were compared in relation to light, water and nutrients availability, leaf and fine-root morphology, elementary stoichiometry at the soil-plant interface, photosynthesis and resource use efficiency for two years (2016-2018). Thinning increased light availability from 51 to 423 μmol m-2 s -1 . Liming boosted soil pH from 4.2 to 5.3 and phosphorus fertilization increased soil P from 2.1 to 88.2 mg kg -1 . Trees under thinning showed the highest growth rates (9.0 mm year-1 ) independent of liming or phosphate fertilization application. Light was the site factor that exerted the greatest effect on the ecophysiology and growth of B. excelsa, but when light availability was low the pH and P availability in soil exerted the greatest effects on growth. The higher growth rates of trees under thinning were influenced by changes in leaf morphology, N and P concentrations, increase in photosynthetic rates, and efficiency in the use of light, N and P. While the higher growth rates of trees under liming treatment and phosphorus fertilization were influenced by changes in fine-root morphology, Ca, Mg and P concentrations, increase of photosynthetic rates, and efficiency in the use of light, N and P. The highest growth rates were observed in the rainy season, while the highest photosynthetic rates were observed in the dry season. Thus, it is concluded that although soil conditions (pH and P availability) have an effect on the growth of B. excelsa, light is the most limiting factor, and thinning is indicated to increase the light availability and, consequently, yield of the plantations formed by this species.
Palavras-chave: Ecofiologia Vegetal
Bertholletia excelsa
Silvicultura Tropical
tratamentos silviculturais
Idioma: eng
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Ciências de Florestas Tropicais
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2910
Data de defesa: 24-Abr-2019
Aparece nas coleções:Doutorado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Thesis_KarenCosta_22-05-2019.pdf2,67 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.