Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2935
Tipo do documento: Dissertação
Título: Banco de sementes de uma floresta tropical madura e alterada por downburst na Amazônia Central
Autor: Bordon, Natali Gomes 
Primeiro orientador: Higuchi, Niro
Primeiro coorientador: Leal Filho, Niwton
Resumo: O banco de sementes constitui a principal reserva de propágulos na regeneração da floresta tropical, frente a alterações antrópicas e naturais de grande magnitude. Pode ser definido como um sistema complexo, que se conecta a inúmeros fatores relacionados às taxas de entradas e perdas das sementes nos solos. Os efeitos de distúrbios naturais nas comunidades vegetais resultam na formação de clareiras. Em florestas tropicais, a ocorrência de distúrbios de grande magnitude e clareiras muito grandes são eventos raros. Algumas tempestades e rajadas de vento são provocadas por um fenômeno convectivo conhecido como downburst e apresentam diferentes magnitudes de severidade podendo suprimir totalmente a cobertura arbórea. O presente estudo teve como objetivo caracterizar a densidade, riqueza, diversidade, frequência dos grupos ecológicos e hábito de vida das plântulas emergidas do banco de sementes de uma floresta madura e alterada após downburst, em diferentes classes topográficas e épocas do ano. A densidade média de sementes foi maior na floresta alterada (702 sementes m-2) do que na floresta madura (447 sementes m-2), independente do período de coleta. Na estação chuvosa, observou-se maior densidade de sementes (678 sementes m-2, chuvosa; 522 sementes m-2, seca). A densidade de indivíduos de Melastomataceae sofreu maior influência da época de coleta (U = 13.911,50; p = 0,01). Não existe uma relação linear entre densidade de sementes, declividade do terreno e abertura de dossel. A riqueza e a diversidade de espécies estimadas para um número comum de indivíduos indicou que as duas áreas amostradas são igualmente diversas e ricas. O alto valor de equabilidade indicou uma dominância de poucas espécies no banco de sementes. A análise de MRPP demonstrou diferenças significativas na diversidade florística entre os dois trechos de floresta amostrados (MRPP, A = 0,124; p = 0,000, chuvosa; MRPP, A = 0,129; p = 0,000, seca). Na floresta alterada a análise de similaridade florística indicou diferenças entre os dois períodos de coleta (MRPP, A = 0,008; p = 0,028), no entanto para floresta madura as diferenças não foram significativas (MRPP, A = 0,001; p = 0,351). A ordenação detectou diferenças na riqueza das espécies entre os dois trechos de floresta (F = 29,72; p = 0,00, chuvosa; F = 33,94; p = 0,00, seca), o mesmo não foi observado para as classes topográficas. Das 120 espécies presentes no banco de sementes, 68 espécies não formam um banco de sementes transitório, mesmo que presentes em baixa densidade. Melastomatacea, Urticaceae, Araceae e Moraceae configuraram entre as mais abundantes. Melastomataceae configurou como importante componente do banco de sementes, contribuindo de forma expressiva para o número de indivíduos e espécies, juntamente com as Cecropia spp., estas irão contribuir para reestruturação da cobertura florestal. A densidade de plântulas arbóreas foi superior a todos os outros hábitos de vida identificados. Maior densidade de indivíduos arbustivo na floresta alterada é reflexo do estágio sucessional. Independente da severidade do distúrbio, o banco de sementes apresenta alto potencial para regeneração florestal, contribuindo para diversidade e densidade de indivíduos.
Abstract: The seed bank constitutes the main reserve of seedlings which will regenerate under anthropogenic and natural changes of great magnitude. It can be defined as a complex system that connects to several factors related to rates of inputs and losses of seeds in soil. The effects of natural disturbances on plant communities result in the formation of gaps. In rain forests, the occurrence of disturbances of great magnitude and very large gaps are rare. Some storms and wind gusts are caused by a phenomenon convective known as downburst and have different magnitudes of severity can totally suppress the tree cover. The present study aimed to characterize the density, richness, diversity, frequency of ecological groups and life habit of seedlings emerged from the seed bank of the mature and altered forest after downburst in different topographic classes and seasons. The average density of seeds was higher in the altered forest (702 seeds m-2) than in the mature forest (447 seeds m-2) independent of the seasons analyzed. In the rainy season there was a higher density of seeds (678 seeds m-2, rainy season; 522 seed m-2, dry season). Density of individuals of Melastomataceae suffered greater influence at the time of collection (U = 13.911,50; p = 0,01). There is no linear relationship between seed density, land slope and canopy openness. A richness and species diversity estimated for number common individuals indicated that the two sampled areas are equally diverse and rich. The high value of evenness indicated a dominance of few species in the seed bank. MRPP analysis showed significant differences in floristic diversity between the two stretches of forest sampled (MRPP, A = 0,124; p = 0,000, rainy; MRPP, A = 0,129; p = 0,000, dry). In the forest changed the floristic similarity analysis indicated differences between the two collection periods (MRPP, A = 0,008; p = 0,028) however mature forest for the differences were not significant (MRPP, A = 0,001; p = 0,351). Ordination detect differences in species richness between two stretches of forest (F = 29,72; p = 0,00, rainy; F = 33,94; p = 0,00, dry) the same was not observed for topographic classes. Of the 120 species present in the seed bank, 68 species do not form transient seed bank, even if present in low density. Melastomatacea, Urticaceae, Araceae e Moraceae configured among the most abundant. Melastomataceae configured as an important component of the seed bank contributing significantly to the number of individuals and species, together with Cecropia spp. these will contribute to the restructuring of the forest cover. The density of tre seedlings was higher than all other life habits identified. Higher density of shrub individuals in the forest changed reflects the successional stange. Irrespective of the severity of the disturbance, the seed bank has a high potential for forest regeneration.
Palavras-chave: banco de sementes
Downburst
Melastomataceae
Araceae
Grandes clareiras naturais
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Botânica
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2935
Data de defesa: 18-Jul-2012
Aparece nas coleções:Mestrado - BOT

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Banco de sementes de uma floresta tropical madura e alterada por downburst na Amazônia Central.pdfDocumento principal, anexo, folha de aprovação3,94 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.