Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2951
Tipo do documento: Dissertação
Título: Características Anatômicas e Histológicas do Aparelho Reprodutor Femininc de Tríchechus inunguis(Natterer,1883)(Mammalia;Sirenía) /
Autor: Rodrigues, Fernanda Rosa
Primeiro orientador: Silva, Vera Maria Ferreira da
Abstract: O peixe-boi amazônico(Tríchechusinunguis),como outros representantes da Oídem Sirenia é uníparo e possui reprodução lenta,considerando o período de gestaçãoeo intervalo entre partos. Outro fator agravante para o crescimento das populações é que apesar de proibida por lei, a caça da espécie continua a ser praticada.O estudo macroscópico e histológico do aparelho reprodutor, principalmente dos ovários, fornece importantes informações sobre a história e o estado reprodutivo da fêmea. Neste estudo, foram realizadas pela primeira vez as descrições anatômicas e histoiógicas do aparelho reprodutor feminino e mamas de T. inunguis. Foram utilizados três espécimes, fixando-se o material coletado em formol tamponado a 10%.Após a biometria, amostras de tecido foram retiradas,tratadas e clivadas para a obtenção dos cortes histológícos. Técnicas de histoquímica e imuno-hístoquímica foram utilizadas. Os resultados revelaram que a genitália extema, principalmente o clitóris e os grandes lábios vulvares, apresentam numerosos gânglios nervosos e corpiísculos sensitivos táteis na derme, importantes no estímulo sexual. O epitélio vaginal é colunar, mucosecretor, variando de simples a pseudoestratificado. Em mamíferos, em geral o epitélio é estratificado pavimentoso queratinizado nãoglandular. Esta queratinização está relacionada com o grau de atrito sobre o epitélio. O hímen possuiduas aberturas vaginais,ligadas por um curto segmento,esepara a vagina do vestíbulo. Estas aberturas, possivelmente, tornam-se uma única abertura durante a cópula. A escassez de fibras elásticas corrobora para esta hipótese, reduzindo a possibilidade de complacência do hímen. Num espécime deste estudo, cujas glândulas endometriais não apresentaram desenvolvimento máximo, verificouse ausência de cicatrizes placentárias no útero e presença de corpo hemorrágico e folículos de Graaf no ovário direito, além de corpos aibicans, sugerindo que T. inunguis passa por ciclos inférteis, a fim de atingir a maturidade sexual, antes da primeira gestação. Macroscopicamente, a contagem dos corpos cicatriciais é dificultada, devido ao pequeno diâmetro e não é possível diferenciar os corpos cicatriciais resultantes de folículos rompidos (corpos aibicans) e de não-rompidos. Histologicamente, através da técnica de Picrosirius - modificado para confocal foi observado que os corpos cicatriciais podem ser diferenciados entre corpos aibicans e corpos cicatriciais resultantes de folículos não-rompidos pela variação da organização e adensamento das fibras colágenas destas estruturas. A presença de corpos aibicans nos ovários direito e esquerdo de um dos espécimes deste estudo, sugere afunção bilateral dos ovários em T. inunguis.
Palavras-chave: Peixe-boi | Anatomia | Trichechus inunguis
Idioma: por
País: Brasil
Sigla da instituição: INPA
Programa: Biologia de Água Doce e Pesca Interior
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2951
Data de defesa: 2002
Aparece nas coleções:Mestrado - BADPI

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
FERNANDA ROSA.pdf14,65 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.