Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2965
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudos fenológicos e seleção de matrizes em quatro procedências de camu-camu silvestre (Myrciaria dubia (H.B.K.) McVaugh) da região amazônica, para uso em sistemas agroflorestais /
Autor: Caliri, Guilherme José Abtibol
Primeiro orientador: Yuyama, Kaoru
Abstract: A Amazônia é uma região extremamente rica em diversidade de fauna e flora, e representa um grande potencial de recursos genéticos para o planeta. O camu-camu ou caçari (Myrciaria dubia (H.B.K.) McVaugh) é uma espécie tipicamente silvestre, mas com pontencial econômico capaz de colocá-lo ao nível de outras espécies frutíferas regionais e do país. Devido à grande varibilidade genética, e por ser uma espécie ainda não domesticada, se faz necessário selecionar matrizes que apresentem características de interesse comercial para posterior cultivo em grande escala. O presente estudo foi realizado na Estação Experimental de Olericultura Tropical do INPA, situada no Km 14 da rodovia AM-010, Manaus - Itacoatiara, onde está implantado desde 1997, o Banco Ativo de Germoplasma de camu-camu. O delineamento experimental utilizado no Banco foi o de blocos casualizados com 13 progênies provenientes da Região Amazônica: Roraima (06), Rondõnia (01) e Amazonas (06), com duas repetições, sendo cada repetição composta por cinco plantas com espaçamento de 2,0 X 5,0m. Para a avaliação das progênies foram utilizados os seguintes parâmetros: Fenologia, produção anual, peso da polpa, peso de semente, diâmetro e comprimento dos frutos, número de sementes por fruto, quantidade de frutos, conteúdo de vitamina C, sólido solúvel e Ph. O germoplasma do Uatumã (AM) apresentou floração em 92,8% das plantas. A progênie Candeias-32 (RO) apresentou a maior concentração de vitamina C com 3345,3mg/100g de polpa e o maior valor do pH com 3,42. Os valores de sólido solúvel não apresentaram diferença significativa entre as progênies estudadas. O armazenamento e congelamento da polpa causaram a diminuição dos valores de vitamina C, pH e sólido solúvel. A Progênie Uatumã-18 (AM) apresentou maior produção de frutos, sementes, polpa e quantidade de frutos. Na seleção dentro de progênies, a planta Cauamé-21,2B1 (RR) apresentou a maior produção de frutos e polpa com 3090g e 2301,7g respectivamente, e aprogênie 32,5B1 (RO), em vitamina C com 3345,28mg/100g de polpa. A análise de agrupamento demonstrou que as progênies Uatumã-18,3B1, 5,3B1, 1,4B2, 3,5B1, 1,5B2, 5,4B2 e 1,1B2 (AM) apresentaram a combinação de alta produtividade e alto conteúdo de vitamina C, sendo mais indicadas como plantas a serem selecionadas. A equação de regressão que melhor representou o peso da polpa, segundo o método Forward Selection e Backward Elimination foi: PP = -8,679575+0,804817Pesseme. Recomenda-se o uso da equação de regressão LnPP = -0,371966+0,989192LnPetota por ter apresentado bom ajuste e possuir a variável independente de fácil obtenção.
Idioma: por
País: Brasil
Sigla da instituição: INPA
Programa: Ciências de Florestas Tropicais
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2965
Data de defesa: 2002
Aparece nas coleções:Mestrado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Guilherme josé.pdf5 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.