Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2985
Tipo do documento: Dissertação
Título: Expressão diferencial de genes codificadores de Proteínas de choque térmico (Hsp) em Aedes aegypti Linnaeus, 1762 (Diptera: Culicidae), mantidos em condições climáticas previstas pelo IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change) para o ano de 2100
Título(s) alternativo(s): Differential expression of heat shock protein (Hsp) coding genes in Aedes aegypti Linnaeus, 1762 (Diptera: Culicidae), maintained under IPCC (Intergovernmental Panel on Climate Change) climate for the year 2100
Autor: Nascimento, Joaquim Ferreira
Primeiro orientador: Tadei, Wanderli Pedro
Primeiro coorientador: Mota, Adolfo José
Resumo: As alterações antrópicas estão associadas à intensificação do efeito estufa, resultando em variações nos níveis de CO2 e da temperatura, agravando os efeitos das mudanças climáticas na Amazônia. Estas modificações alteram a evapotranspiração e modificam os índices pluviométricos nesta região, resultando no declínio da floresta tropical, favorecendo a formação das áreas de campos. O Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC) prevê para a Amazônia aumentos de 2,5 °C e 400 ppm de CO2 no cenário intermediário (A1B) e 4,5 °C e 850 ppm de CO2 no cenário extremo (A2). Estas mudanças favorecem os criadouros naturais e artificiais do Aedes aegypti, espécie com acentuada antropofilia e transmissora da Dengue, Zika, Febre Amarela e da Febre Chikungunya. As pequenas e grandes Heat shock proteins (Hsp) podem explicar essa adaptabilidade do vetor, pois estão associadas ao estresse térmico e proporcionam maior estabilidade às proteínas intracelulares, aumentando a tolerância aos fatores ambientais. Colônias de A. aegypti mantidas por mais de sessenta gerações foram analisadas nos seguintes cenários: atual, e nos cenários simulados (A1B) e (A2) do IPCC. O mRNA foi extraído e a expressão gênica de Hsp26, Hsp83 e Hsc70 foi analisada por PCR Real Time. Os Machos e as fêmeas mostraram diferenças significativas na expressão dos genes avaliados. Em todas as condições climáticas testadas, os genes Hsp apresentaram diferenças significativas na regulação dos genes, com o cenário intermediário, apresentando as maiores variações. O padrão da expressão não apresentou, em parte, semelhança com os dados verificados na literatura. Sugerindo que tais organismos, desenvolveram mecanismos de adaptações para condições de estresse ainda não bem descritos, sendo necessários outros estudos para averiguar com mais afinco, tais mecanismos.
Abstract: Anthropogenic changes are associated with the intensification of the greenhouse effect, resulting in variations in CO2 levels and temperature, aggravating the effects of climate change in the Amazon. These changes alter the evapotranspiration and modify the rainfall indexes in this region, resulting in the decline of the tropical forest, favoring the formation of the field areas. The Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC) predicts for the Amazon increases of 2.5 °C and 400 ppm of CO2 in the intermediate scenario (A1B) and 4.5 °C and 850 ppm of CO2 in the extreme scenario (A2). These changes favor the natural and artificial breeding grounds of Aedes aegypti, a species with marked anthropophilia and a transmitter of Dengue, Zika, Yellow Fever and Chikungunya Fever. The small and large Heat shock proteins (Hsp) can explain this adaptability of the vector, since they are associated with thermal stress and provide greater stability to the intracellular proteins, increasing the tolerance to environmental factors. A. aegypti colonies maintained for over sixty generations were analyzed in the following scenarios: current, and in the simulated scenarios (A1B) and (A2) of the IPCC. The mRNA was extracted and the gene expression of Hsp26, Hsp83 and Hsc70 was analyzed by Real Time PCR. Males and females showed significant differences in the expression of the evaluated genes. In all the climatic conditions tested, Hsp genes presented significant differences in gene regulation, with the intermediate scenario, presenting the greatest variations. The expression pattern did not present, in part, similarity with the data verified in the literature. Suggesting that such organisms have developed adaptive mechanisms for stress conditions not yet well described, and other studies are needed to ascertain, such mechanisms
Palavras-chave: Aquecimento global
Microcosmo
Sala ambiental
Amazônia.
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Genética, Conservação e Biologia Evolutiva
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/2985
Data de defesa: 28-Jun-2019
Aparece nas coleções:Mestrado - (GCBEv)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao_joaquim_ferreira.pdfDissertação Versão Final Joaquim2,64 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.