Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/3042
Tipo do documento: Dissertação
Título: Indicadores sócio-econômicos do manejo florestal em três municípios do Estado do Amazonas
Autor: Silva, Neila Maria Cavalcante da
Primeiro orientador: Vieira, Gil
Resumo: Este estudo objetivou levantar e analisar potenciais indicadores sociais e econômicos do manejo florestal em três municípios do Estado do Amazonas: Itacoatiara, Lábrea e Manicoré, visando conhecer e contribuir para o conhecimento da atividade florestal com a finalidade de apresentar sugestões e recomendações para o aprimoramento de políticas públicas direcionadas para a atividade florestal. A pesquisa de baseou em informações e dados oficiais disponibilizados pelo IBAMA e IBGE. As conclusões do presente estudo apontam para: a falta de informações sobre a exploração madeireira e, necessidade urgente de implementação de um banco de dados para gerenciar a atividade de maneira integrada, bem como, estudos para analisar a dinâmica entre exploração madeireira e outras atividades do uso do solo. O estudo mostra ainda que apenas 5 espécies representam 59% do total do volume extraído para desmatamento, enquanto que para o manejo florestal, as 5 espécies mais exploradas representam 31,8%.
Palavras-chave: Manejo florestal
Manejo florestal
Amazonas (Estado)
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ciências de Florestas Tropicais
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/3042
Data de defesa: 2003
Aparece nas coleções:Mestrado - CFT

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
neila.pdf5,4 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.