Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/3067
Tipo do documento: Dissertação
Título: Distribuição das florestas dominadas pelo bambu Guadua weberbaueri em escala de paisagem no sudoeste da Amazônia e fatores edáficos que afetam sua densidade
Autor: Vidalenc, Daniela 
Primeiro orientador: Nelson, Bruce Walker
Resumo: Florestas de dossel aberto dominadas pelo bambu arborescente Guadua weberbaueri Pilger (sensu lato) ocupam 180.000 km² do sudoeste amazônico. Foram examinadas as características edáficas que limitam a ocorrência e afetam a densidade desta espécie. A distribuição das florestas com bambu foi examinada em imagens do satélite Landsat e comparada com a distribuição de unidades morfo-estruturais (geomorfológicas) e suas características edáficas. Foram examinados solos de 61 sítios em floresta com bambu, 11 sítios onde as imagens indicavam que a topografia exclui o bambu e 45 sítios sem bambu onde a exclusão não pôde ser atribuída à topografia a priori. Foram utilizados dados do RADAM, da EMBRAPA e novos (três estudos de caso). A textura foi determinada aos &25 cm. Em solo mais profundo obteve-se a textura, a contração do solo, as concentrações de Ca++, Mg++, Na+, K+, Al+++ e o pH. O mesmo foi feito em seis perfis pedológicos e também foi obtido a porcentagem de carbono orgânico e fósforo assimilável. Determinou-se que o G. weberbaueri está associada com vertissolos - argilosos, contráteis, pouco permeáveis e ricos em bases trocáveis - que ocorrem na unidade morfo-estrutural colinosa denominada Depressão Rio Acre - Rio Javari. Dentro dos vertissolos existem bordas nítidas e arredondadas entre manchas de florestas (10²-10³ km²) com e sem bambu, que não são explicadas por diferenças edáficas. Onde o bambu ocorre, sua densidade diminui tanto em solos com características extremamente vérticas, como em vertissolos transicionais para latossolo argiloso ou podzol (arenoso). A espécie é claramente excluída da unidade morfo-estrutural Planalto Rebaixado da Amazônia Ocidental, constituindo uma barreira para estas extensas florestas monodominantes. Possíveis mecanismos de favorecimento de G. weberbaueri nos vertissolos amazônicos incluem: (1) maior tolerância que muitas árvores aos movimentos de contração e expansão, à impermeabilidade, ao encharcamento e o estresse hídrico sazonal; (2) exigência de uma maior abertura do dossel arbóreo que resulta, em parte, destas mesmas condições edáficas; e (3) exigência nutricional por um substrato rico em bases trocáveis.
Palavras-chave: Bambu
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ecologia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/3067
Data de defesa: 2000
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
daniela.pdf8,52 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.