Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/3144
Tipo do documento: Dissertação
Título: Biologia reprodutiva de Podocnemis sextuberculata (Testudines, Pelomedusidae) na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, Amazonas, Brasil
Autor: Bernhard, Rafael 
Primeiro orientador: Vogt, Richard Carl
Resumo: Foram investigados a maturidade sexual e o número de desovas de Podocnemis sextuberculata. Também foi estudada a influência do tamanho corporal da fêmea de P. sextuberculata sobre os ovos, filhotes e ninhos e a influência da temperatura de incubação sobre o período de incubação dos ovos. O estudo foi realizado numa praia do Rio Japurá dentro da Área Focal da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, estado do Amazonas, nos segundos semestres de 1999 e 2000. Fêmeas foram capturadas com o auxílio de redes do tipo trammel net ou à noite quando saíam para desovar. Os ninhos foram localizados em rondas diurnas sendo anotado a sua data de postura e profundidade. Foram tomadas medidas de comprimento da carapaça e plástico e massa das fêmeas e filhotes e de comprimento, largura e massa dos ovos. Coletores remotos de dados foram instalados em seis ninhos na praia para registrar a temperatura a cada hora. Ovos de diferentes fêmeas foram incubados em condições experimentais em sete temperaturas diferentes. A maturidade das fêmeas capturadas longe da praia de desova foi determinada por palpação inguinal dos ovos calcificados ou pela análise das gônadas. O número de desovas foi determinado pela análise de corpos lúteos e de folículos vitelogênicos de fêmeas capturadas no período de desova. O tamanho dos ovos relacionou-se positivamente ao tamanho das fêmeas. Fêmeas maiores de iaçá produziram ovos mais compridos, mais largos e mais pesados. Fêmeas maiores também produziram um maior número de ovos e uma massa total de ovos maior. O tamanho dos filhotes esteve relacionado positivamente ao tamanho dos ovos. A profundidade dos ninhos relacionou-se positivamente à massa total de ovos. O período de incubação esteve inversamente relacionado à temperatura média de incubação em ninhos naturais e em laboratório. A maturidade sexual das fêmeas ocorre aproximadamente aos 250 mm de comprimento de carapaça e 220 mm de comprimento do plastrão. O número e tamanho dos corpos lúteos encontrados nos ovários não evidenciaram mais do que uma desova. No entanto o número de classes de tamanho dos folículos vitelogênicos indicou a possibilidade de até três desovas no mesmo ano.
Palavras-chave: Podocnemis sextuberculata.
Quelônios
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Coordenação de Pós Graduação (COPG)
Programa: Ecologia
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/3144
Data de defesa: 2001
Aparece nas coleções:Mestrado - ECO

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
rafael.pdf3,96 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.