Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/3196
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo hidrológico do efeito de barramento hidráulico no Rio Tarumã-Açu, Manaus-AM
Autor: Siqueira, Luan Ferreira
Primeiro orientador: Filizola, Naziano
Resumo: Rios amazônicos desempenham função estratégia no desenvolvimento da região. Estuda-los permite orientar na tomada de decisão em relação ao gerenciamento dos usos conflitosos dos recursos de uma bacia hidrográfica. No entanto, ainda é grande a falta de dados hidrológicos sobre eles, sobretudo em pequenas bacias. Um rio pode ter seus atributos alterados por outro através das características físicas de sua confluência e pelo fenômeno do barramento hidráulico. Esse é o caso de um afluente do rio Negro, o rio Tarumã-Açu, maior rio da zona urbana de Manaus, Amazonas – Brasil. O objetivo deste estudo foi analisar como o efeito de barramento hidráulico e as características morfológicas da confluência interagem com os parâmetros físicos do rio Tarumã-Açu. Para isso, foram realizadas quatro coletas de dados entre os anos de 2018 e 2019 utilizando o Perfilador Acústico de Corrente por Efeito Doppler (ADCP) de 600 kHz, em cinco seções transversais no rio Tarumã-Açu e no rio Negro, antes e após a foz do Tarumã-Açu, realizando medidas de vazão, velocidade e direção do fluxo, profundidade, largura, temperatura superficial e retorno do eco retroespalhado pelo equipamento (backscatter). Devido à ausência de medição de cota no rio Tarumã-Açu, somou-se a profundidade média com a elevação do leito para se obter o nível da água. O nível do leito, por sua vez, foi obtida através de levantamento batimétrico com o ADCP, georreferenciada ao nível do mar pelo método de Posicionamento por Ponto Preciso. O modelo hidráulico HEC-RAS foi empregado para estimar o comportamento do efeito de barramento hidráulico do rio Negro sobre o nível da água do rio Tarumã-Açu. Os testes foram realizados tomando o escoamento como unidimensional, permanente e subcrítico. Os resultados mostram vazões bastante dispersas, altamente influenciadas pela velocidade e profundidade da seção. Observou-se por meio da velocidade do fluxo, da temperatura superficial e do backscatter, que a entrada do rio Negro pela superfície do rio Tarumã-Açu sobre um trecho de 17 km a montante de sua foz, o que causa alteração nas características físico-químicas de suas águas. Testes com HEC-RAS apontam que o Tarumã-Açu assume o mesmo nível do rio Negro quando este atinge a cota de 19 metros (nível do mar), independente da vazão a montante, o que ocorre durante cinco meses do ano em média. A discordância entre os leitos dos canais, o ângulo da confluência e a razão de fluxo de momentum entre os rios são as possíveis causas da influência constante do rio Negro sobre o rio Tarumã-Açu.
Abstract: Amazonian rivers play a strategic role in the development of the region. Studying them allows guidance in decision-making, regarding the management of the conflicting uses of the resources of a watershed. However, there is still a great lack of hydrological data on them, especially in small basins. A river may have its attributes changed by another through the physical characteristics of the confluence and by the backwater effect. This is the case of a tributary of the Negro river, the Tarumã-Açu river, the largest river in the urban area of Manaus, Amazonas — Brazil. The objective of this study was to analyze how the backwater effect and the morphological characteristics of the confluence interact with the physical parameters of the Tarumã-Açu river. Four data collections were performed between 2018 and 2019 using the 600 kHz Acoustic Doppler Current Profile (ADCP), in five cross sections on the Tarumã-Açu river and the Negro river, before and after the river’s mouth, collecting discharge, flow velocity and direction, depth, width, surface temperature and backscatter data. Due to the absence of knowing water level measurements on the Tarumã-Açu river, the mean depth was added to the bed elevation to obtain the water level. The bed level was obtained through a bathymetric survey with ADCP, georeferenced at sea level by the Precision Point Positioning method. The hydraulic model HEC-RAS was used to estimate the behavior of the backwater effect of the Negro river on the water level of the Tarumã-Açu river. The flow has been considered as one-dimensional, permanent and subcritical. The results shows very dispersed discharge, highly influenced by the speed and depth of the section. It was observed through the velocity of the flow, surface temperature and backscatter that the entrance of the Negro River by the surface of the Tarumã-Açu river over a reach of 17 km upstream of its mouth, which causes alteration in its physicochemical characteristics. Tests with HEC-RAS indicate that Tarumã-Açu river assumes the same level of the Negro river when it reaches the quota of 19 meters (sea level), regardless of the upstream flow, which occurs during five months of the year, on average. The disagreement beds between the channels, the confluence angle and the momentum flow ratio between the rivers are the possible causes of the constant influence of the Negro river on the Tarumã-Açu river.
Palavras-chave: Rios Amazônicos
Barramento Hidráulico
Modelagem hidrológica
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Programa: Clima e Ambiente
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http%3A//creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0/
URI: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/3196
Data de defesa: 20-Set-2019
Aparece nas coleções:Mestrado - CLIAMB

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Siqueira_dissertação_v_final.pdfDissertação em PDF3,61 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons