Exportar este item: EndNote BibTex

Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://bdtd.inpa.gov.br/handle/tede/979
Tipo do documento: Dissertação
Título: Registros palinológicos em sedimentos deltaicos do Lago Cabaliana na planície aluvial do Rio Solimões, Amazônia Central - Brasil
Título(s) alternativo(s): Palynological records in deltaic sediments of Lake Cabaliana, Solimões River floodplain, Central Amazonia Brazil
Autor: Sá, Natália de Paula 
Primeiro orientador: Absy, Maria Lúcia
Primeiro membro da banca: Lorscheitter, Maria Luisa
Segundo membro da banca: Soares, Emílio Alberto Amaral
Terceiro membro da banca: Webber, Antonio Carlos
Resumo: O testemunho de sondagem (PD-67) foi obtido da planície aluvial do Rio Solimões, situado na área de várzea da Amazônia Central. Um perfil de 160 cm foi retirado do delta do Lago Cabaliana e submetido a análises sedimentológicas, palinológicas. Três amostras foram datadas pela técnica de Accelerator Mass Spectrometry (AMS). Foram detectadas idades do Holoceno superior, indicando aproximadamente 2570 ± 40 14C anos AP na base do testemunho, 1570 ± 40 14C anos AP (90 cm) e no topo, foi encontrada a idade de 830 ± 40 14C anos AP. Há cerca de 2600 14C anos AP, Alchornea, Symmeria e Cecropia foram predominantes, do mesmo modo que os elementos herbáceos, representando pelas gramíneas, Asteraceae e Alternanthera. A presença de Arrabidaea, Rubiaceae, Tabebuia, Sapotaceae, Rutaceae, Protium e Symphonia implicam em uma floresta de terra firme drenada e áreas adjacentes pantanosas, indicado pela presença de pólen de Sagittaria e esporos de pteridófitas. Nesta fase, a sedimentação predominante foi de material argiloso, referente à fase de inundação, sugerindo que a cheia foi possivelmente muito menor neste intervalo de tempo. Cecropia se manteve relativamente constante desde 2700 14C anos AP e posteriormente, há cerca de 2200 14C anos AP, apresentou um aumento. Pólen de gramíneas e outras herbáceas apresentam uma ligeira queda, ocorrida também há cerca de 2200 14C anos AP e juntamente com a presença de Byrsonima e outras plantas de estágios sucessionais tardios da várzea, como Sapium e Myrtaceae, pode-se inferir que houve diminuição na altura da coluna d´água. Há 700 14C anos AP, a vegetação climácica da várzea começa a se tornar predominante, apesar das maiores freqüências de plantas de sucessão secundária tardia representados por Pseudobombax e Laetia. Pólen de Cassia, Vismia e Neoxythece e de táxons de terra firme: Doliocarpus, Simaba e Scleronema sugerem a proximidade ou a mistura de elementos de terra firme e várzea. Ocorreram dois períodos mais secos, representados pela efetiva diminuição da precipitação: cerca de 2700 14C anos AP e 1200 - 700 14C anos AP. As outras fases (2400 14C anos AP e 1500 - 1200 14C anos AP) são indicativas de períodos secos menos pronunciados, ou seja, pequenas variações nos níveis de inundação da bacia. A dinâmica sucessional ocorrida no lago Cabaliana, desta forma, indica que a várzea local se estabeleceu recentemente e é composta por um mosaico de diversos estágios sucessionais da vegetação, controlados principalmente pelo pulso de inundação. Foram detectadas alternância de fases úmidas e secas causadas pelo ENSO no Holoceno tardio, intensificando a sazonalidade da precipitação. O ciclo hidrológico do Rio Solimões foi influenciado, o que acarretou flutuações no pulso de inundação e conseqüentemente variações na estrutura e composição florística da vegetação circundante do Lago Cabaliana e alterações nos processos deposicionais. Assim, é possível propor que o a história climática recente da Amazônia Central é reflexo de mudanças nos padrões de precipitação na bacia.
Abstract: A sediment core (PD-67) was collected in the alluvial plain of the Solimões river located at the varzea in Central Amazonia. A profile of 160 cm was raised from Lago Cabaliana delta and samples were prepared using standard pollen analytical techniques and acetolysis. Three sediment samples were dated by AMS-radiocarbon dates. The dates from the lower part of the sediment samples of Lago Cabaliana indicate an age of 2570 ± 40 14C yr BP, followed by an age of 1570 ± 40 14C yr BP and 830 ± 40 14C yr BP in the uppermost part At about 2600 14C yr BP Alchornea, Cecropia and Symmeria were predominant likewise the herbaceous elements: grasses, Asteraceae and Alternanthera. The presence of Arrabidaea, Rubiaceae, Tabebuia, Sapotaceae, Rutaceae, Protium and Symphonia implies a well-drained upland forest and adjacent wetlands, indicated by the presence of Sagittaria pollen and fern spores. At this period, the sedimentation was characterized by compact clay, and it indicates that the flood was probably much lower during this time interval. Cecropia has remained relatively constant since 2700 14C yr BP and later, around 2200 14C yr BP, showed an increase. Grasses and other herbaceous pollen show a slight fall, occurred around 2200 14C yr BP, and together with Byrsonima and other plants from late successional stages in the floodplain - Sapium and Myrtaceae we can infer a decrease in height water column. At 700 14C yr BP, the climax vegetation of varzea becomes predominant, despite the frequency of late secondary succession elements like Pseudobombax and Laetia. Pollen of Cassia, Vismia, Neoxythece and upland táxons: Doliocarpus, Simaba and Scleronema suggest the proximity or the mixture of elements from forest upland and varzea. There were two drier periods, represented by the effective decrease in precipitation around 2700 14C years BP and 1200 to 700 14C years BP. The other phases (2400 14C yr BP and from 1500 to 1200 14C yr BP) are indicative of less pronounced dry periods, i.e., small variations in the levels of flood in the basin. The succession dynamics occurring in the lake Cabaliana indicate that the varzea was recently established and is composed of a mosaic of different successional stages of vegetation, mainly controlled by the flood pulse. Alternating wet and dry phases caused by ENSO in the late Holocene were detected, increasing seasonality of precipitation. The drainage pattern of the Solimões River was affected, which caused fluctuations in the flood pulse and therefore variations in floristic composition of vegetation surrounding Lake Cabaliana and changes in depositional processes. Thus, it is possible to propose that the recent climate history of Central Amazon is a reflection of changes in precipitation patterns in the basin.
Palavras-chave: Holoceno
Várzea
Floresta amazônica
Inundação
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia
Sigla da instituição: INPA
Departamento: Fisiologia vegetal, Fitogeografia, Sistemática e Taxonomia vegetal, Botânica aplicada, Biologia vege
Programa: Ciências Biológicas (Botânica)
Citação: SÁ, Natália de Paula. Palynological records in deltaic sediments of Lake Cabaliana, Solimões River floodplain, Central Amazonia Brazil. 2010. 63 f. Dissertação (Mestrado em Fisiologia vegetal, Fitogeografia, Sistemática e Taxonomia vegetal, Botânica aplicada, Biologia vege) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, Manaus, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/979
Data de defesa: 3-Mai-2010
Aparece nas coleções:Mestrado - BOT

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Dissertacao_Natalia_Sa.pdf2,7 MBAdobe PDFBaixar/Abrir Pré-Visualizar


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.